Estrada – T.50 o sucessor do McLaren F1 por Gordon Murray

Gordon Murray voltou a acordar todos os petrolheads depois do anúncio que um novo supercarro desenvolvido por si estava a chegar. Para quem não sabe, Murray desenhou o primeiro super desportivo, digno desse nome, o McLaren F1 além de alguns monolugares de Fórmula 1 como o McLaren MP4/4 de Senna e Prost ou os Brabham BT46B, o BT49 ou o BT52, com os quais Nelson Piquet foi campeão por duas vezes.

Anunciado em 2017, e sem grandes desenvolvimentos desde daí, o T.50 surge agora já em fase final e prestes a começar a sua produção. Este modelo será vendido pela Gordon Murray Automotive, com a promessa de ser o sucessor do F1, uma espécie de versão 2.0 mais moderna, e de voltar a ser aquele super desportivo que “é mais especial que todos os outros”.

gordon-murray-t50-lightweight-supercar-2

Para começar o T.50 será um pouco mais pequeno que um Porsche 911 da atual geração. Cerca de 4380 mm de comprimento (-139 mm) e 1850 mm de largura (-2 mm). Por dentro, contará com uma posição de condução central, com mais dois bancos, um de cada lado, como o McLaren F1. Murray promete ainda que haverá espaço para transportar bagagem, em princípio com o mesmo sistema utilizado no carro da década de 90.

A carroçaria em formato GT com duas portas será toda ela construída em fibra de carbono e por isso o T.50 acusa na balança apenas 980 kg. Para terem a noção será mais leve que um Mazda MX-5, tornando-se assim no super desportivo mais leve de sempre. Gordon Murray promete uma aerodinâmica apuradíssima com soluções inventadas por si e usadas em outros tempos nos seus monolugares de Fórmula 1.

T.50 - Iconic Designs

O motor está colocado atrás em posição central e a Cosworth irá montar um bloco 3.9l V12 atmosférico a debitar uma potência de 659 cv e 450 Nm capaz de atingir as 12.100 rpm! Um motor puro e duro, sem as habituais “mariquices” híbridas agora em moda. Para nos deixar ainda mais a salivar, o motor está acoplado a uma caixa manual de seis velocidades em H e temos apenas tração traseira.

Este T.50 pela Gordon Murray Automotive pretende ser o super desportivo mais puro, leve e focado no feeling de condução que existe no mercado. Vão ser construídas apenas 100 unidades por um preço a rondar os 2,25 milhões de euros (sem impostos). As primeiras unidades vão começar a ser entregues no início de 2022 mas segundo alguns rumores poderão já estar todas vendidas!

Gordon Murray Design 

Fonte: Fábio Guedes – Chicane Motores

Partilhar